Decorador de Interiores: Uma profissão de futuro e que Espera por Voce







Trabalhar diretamente com os clientes e os aspectos de sua personalidade e desejos, idealizar ambientes sofisticados e decorados, compreender e aplicar tendências do mercado, de design e de moda, lançar propostas de decoração que contribuam para o bem-estar das pessoas: estas são algumas atividades da função de decorador de interiores (ou ainda design de interiores), um profissional cada vez mais requisitado no mercado.



Decorador de interiores: um profissional requisitado


O decorador de interiores é um especialista em design de ambiente e decoração. Com o fácil acesso das pessoas à casa própria, indivíduos de todas as classes sociais estão buscando a opinião e o trabalho de decoradores de interiores para harmonizar melhor os ambientes, conforme as necessidades e desejos de seus proprietários, bem como uma forma de comprar e utilizar a decoração de modo econômico e assertivo. É ele quem cria projetos de design exclusivos para determinados ambientes e conforme o orçamento do cliente.



A rotina do decorador de ambientes


Ainda assim, são as classes A e B as maiores usuárias deste tipo de serviço, sem contar que muitas vezes os projetos são realizados também em ambientes corporativos – empresas de todos os tipos que têm o propósito de equilibrar e oferecer aos seus clientes e funcionários um ambiente agradável e funcional. 

Desta forma, pode-se trabalhar com clientes individuais a empresas de todos os tipos (ambientes corporativos, hotéis, restaurantes, shopping centers, clínicas, teatros, construtoras e imobiliárias, bancos, etc.).



decoraçao de interiores futuro


Nunca em nenhum outro momento o decorador de interiores se destacou tanto quanto na última década aqui no Brasil, abrindo um mundo de possibilidades para aqueles que desejam assumir esta profissão. Trata-se de uma função que exige conhecimento do mercado de decoração e de suas inovações, do comportamento humano de da usabilidade dos objetos, de estética e de bem-estar.

É ele quem define os materiais de revestimento e acabamento, suas cores e a distribuição de móveis e objetos, possíveis reparos, etc. É preciso instigar constantemente a criatividade para se destacar no mercado e se manter atualizado sobre as novidades, ter espírito prático e organizado para cumprir os prazos e saber fazer as escolhas segundo as possibilidades financeiras do cliente.



Ganhos e condições de carreira


O decorador de interiores é uma função bastante requisitada em todas as regiões do Brasil, com ênfase nas cidades maiores e metrópoles. Pode-se trabalhar com clientes individuais ou com empresas. É preciso fazer um curso de formação na área e investir em treinamentos ao longo da carreira, assim como em qualquer profissão. 

cursos online e presenciais de ótima qualidade, bem como é possível realizar uma especialização na área, caso tenha cursado uma graduação em design de interiores ou arquitetura. Há ainda pessoas que atuam no segmento de modo autodidata que foram se especializando livremente e buscando referências por si próprias, adquirindo um feeling especial.

O decorador de interiores deve também e a todo o momento conferir as tendências do mercado – texturas, objetos, revestimentos, novidades, etc. – já que a cada temporada o setor de decoração, construção e reformas oferecem lançamentos. O decorador de interiores deve possuir uma lista de bons fornecedores para as suas cotações, bem como trabalha com outros profissionais – como arquitetos, pedreiros e reparadores, paisagistas, pintores, eletricistas, etc.

Criar um portfólio dinâmico e rico das suas criações e ofertas é muito importante, bem como a prática: é ela que fará de você um decorador de interiores. Você pode atuar em uma empresa especializada ou abrir o seu próprio negócio – em ambos os casos, há medidas a serem seguidas e algumas burocracias. No caso do decorador ser um funcionário assalariado, conforme o levantamento do site de empregos Catho, o salário inicial está entre R$ 900,00 e R$ 3.500,00, com média salarial nacional de R$ 1.493,74.

Contudo, a Escola de Arte e Design ABRA, de São Paulo, afirma que um decorador de interiores em início de carreira pode ganhar entre R$ 4 mil e R$ 6 mil. Os ganhos caso o profissional abra um escritório próprio são ainda maiores e são cobrados por projeto, que variam de R$ 5 mil a R$ 10 mil os mais simples, não tendo limites máximos.



design e decoraçao de interiores





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...